Homem viaja quase 500 km pendurado em caminhão em SC.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal o homem estava deitado entre o tambor de ar e o chassi do caminhão.

Homem viaja quase 500 km pendurado em caminhão em SC.
      Um homem viajou quase 500 km pendurado em um caminhão, após ter o pedido de carona recusado pelo motorista do veículo. Ele foi descoberto por um policial rodoviário federal, durante uma abordagem ao caminhão. Após a abordagem, o homem fugiu em direção ao mato. O fato aconteceu na madrugada desta sexta-feira (26), em Xanxerê (SC). Segundo informações do policial rodoviário federal Heraldo Kraschinski, que atendeu a ocorrência, por volta da 00h30 a PRF recebeu uma ligação do motorista do caminhão. O condutor relatou aos policiais que havia saído de Navegantes, litoral catarinense, por volta das 17h, e na saída um homem pediu carona. Por não conhecer a pessoa, não atendeu ao pedido e seguiu viagem.

      Em Ponte Serrada (SC) o motorista parou para lanchar, por volta de 23h30. No momento que comia, para a surpresa do condutor, o homem que havia pedido carona parou do lado dele. O motorista pagou um lanche para o indivíduo e rapidamente seguiu viagem. Ao chegar ao perímetro urbano de Xanxerê, o condutor ligou para a PRF e relatou o ocorrido, pois estava com medo que o homem estivesse em alguma parte do veículo. Os policiais realizaram a abordagem e com auxílio de uma lanterna procuraram por todas as partes do caminhão. Segundo o policial que atendeu a ocorrência, ele foi encontrado agarrado e deitado entre o tambor de ar e o chassi do caminhão. Após convencer o homem a deixar o local, ele fugiu em direção ao mato e não foi mais encontrado. O motorista seguiu viagem, para Chapecó (SC).
Fonte(s): Portal Aconteceu
  • Compartilhe
  • Compartilhar no Facebook
  • Compartilhar no Twitter
  • Compartilhar no Whatsapp
Comentários

Veja também

\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\\

Envie sua mensagem e assim que possível estaremos respondendo!

Esse site utiliza cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar o acesso, você concorda com nossa Política de Privacidade. Para mais informações clique aqui.